No Agrupamento de Escolas Marinha Grande Poente, cuja escola sede – a Calazans Duarte – continua aberta na qualidade de escola de referência no concelho, o plano de contingência em curso, derivado da pandemia do novo coronavírus está a ser aplicado em três frentes. São elas o ensino à distância, a higienização e a manutenção dos espaços, e o apoio alimentar.

Ao JMG o diretor do Agrupamento Poente deu conta dos trabalhos em curso numa altura em que as atividades letivas estão suspensas, por determinação do Governo, e como forma de travar a disseminação do COVID-19.

Segundo Cesário Silva, este modelo de ensino à distância “requer adaptação dos professores e dos alunos a esta nova realidade de ensinar e, sobretudo de aprender, com o recurso a diversas plataformas digitais para disponibilização de recursos educativos e ainda de comunicação e interação entre alunos e professores”.

Neste domínio, está a ser feito o levantamento de todas as situações de alunos que não possuem dispositivos informáticos e/ou rede de internet e a ser disponibilizados os recursos existentes no Agrupamento, no entanto, “a questão do acesso à internet está a ser equacionada conjuntamente com a autarquia”.
Outro aspeto fundamental é a higienização e manutenção das instalações, tendo sido “preocupação central” dos Assistentes Operacionais, na semana passada, “proceder a uma limpeza mais profunda dos espaços salvaguardando a possibilidade de, em caso de necessidade, poderem servir como instalações de apoio e retaguarda”. Sobre este aspeto, Cesário Silva recorda que “a Escola Básica Guilherme Stephens, dada a sua tipologia, salas de aula autónomas e com saída direta para o exterior, com serviços de cozinha e ainda a proximidade ao Centro de Saúde local, poderá constituir uma alternativa a disponibilizar à comunidade marinhense”.

De referir ainda que a Escola Secundária Eng.º Acácio Calazans Duarte tem mantido em funcionamento o seu refeitório servindo as refeições aos alunos carenciados, na modalidade de take away. Na passada semana este serviço iniciou-se com 22 refeições, tendo na última segunda feira, dia 23 de março, sido disponibilizadas 59 refeições.

Ao nosso jornal, Cesário Silva realçou também que “apesar de todas as contingências, a comunidade educativa Marinha Grande Poente se mantém unida e confiante que, com o respeito pelas normas vigentes, seremos capazes de ultrapassar esta adversidade e contribuir para a reconstrução de uma sociedade que se quer mais justa e humanizada”.

e-max.it: your social media marketing partner